Capitã Carter recebe seu Soldado Invernal [Comic-Con]

0
19

O episódio, que foi apresentado como “E se o capitão Carter lutasse contra o Hydra Stomper?” muito cria uma oportunidade de revisitar não apenas uma das histórias mais amadas da Marvel Comics de todos os tempos, mas um dos melhores filmes do MCU até hoje, “Capitão América: O Soldado Invernal”. Sim, como o título indica, a Capitã Carter está no centro deste episódio, assim como ela foi o episódio de estreia da primeira temporada do programa, e seu episódio autônomo está recebendo uma sequência. Neste caso, ela está tendo a oportunidade de passar por muito do que Steve Rogers passou ao pensar que seu amigo Bucky estava morto, apenas para descobrir anos depois que ele estava vivo e, mais do que isso, um agente do mal.

Naturalmente, existem algumas batidas familiares, mas a natureza de Peggy Carter ter que reavaliar seu relacionamento com Evil Steve anos depois muda muito as coisas. Não é de forma alguma uma releitura do que os fãs já sabem. Sinceramente, é tudo menos isso. Apenas nos aspectos mais básicos essa história se assemelha a “O Soldado Invernal”. O pessoal da Marvel realmente se comprometeu a fazer disso um conto multiverso, virando tudo de cabeça para baixo e jogando tudo na parede. Podemos ver momentos-chave recontextualizados através do Capitão Carter em oposição ao Capitão América, sim, mas é muito mais do que apenas “o mesmo, mas diferente”.

Uma das coisas mais satisfatórias em todo o MCU foi o relacionamento de Steve e Peggy que culminou lindamente em “Vingadores: Ultimato”. Este episódio permite-nos revisitar essa relação de uma forma verdadeiramente única e radicalmente diferente. O amor ainda está lá e os corações batem da mesma forma, mas os vasos que carregam esses corações são marcadamente diferentes. Como tal, mesmo que esta seja uma visão multiversal de um conto familiar, dificilmente parece familiar.

Fonte: www.slashfilm.com

Deixe uma resposta