“Slow Horses” parece ter engatado sua carroça para Oldman, mas essa decisão é um pouco como se “Community” tivesse feito o personagem de Chevy Chase o protagonista da série, em vez de um papel coadjuvante ignorável. É verdade que Lamb não é particularmente fanático, mas sua presença é a de um chefe insuportável que responde a todas as crises com gracejos verbalmente abusivos e pouco criativos, em vez de contribuições úteis. Claramente, este não era o plano da série. Tudo nele parece depender de nossa fé relutante em Lamb como um líder improvável para a equipe desorganizada. “Slow Horses” é baseado no primeiro livro de uma série popular de Mick Herron, e essa versão de Lamb é, se não exatamente cativante, pelo menos interessante.

Este não é o único elemento que a adaptação do Apple TV+ perde na tradução. A série de livros de Herron é amplamente considerada engraçada, repleta de humor negro e piadas que fazem com que seu ambiente de trabalho disfuncional pareça um pouco menos com o purgatório. Na tela, não há uma piada até onde os olhos podem ver. Lamb peida algumas vezes e fala sobre suas funções corporais, e é isso que passa por engraçado. É difícil dizer quanto da culpa vai para o ator, e quanto vai para o roteiro desajeitado do escritor de “Veep”, Will Smith, mas de qualquer forma, o efeito é o mesmo: o anti-herói supostamente engraçado e brilhante de Oldman não parece nem engraçado nem brilhante.

Como dirigido pelo cineasta de “Black Mirror” e “Doctor Who”, James Hawes, “Slow Horses” pelo menos parece bom. Ele se eleva acima do território de thriller de espionagem barato graças a um visual elegante e sombrio (tudo parece acontecer à noite) que trabalha horas extras para elevar o material. Para melhor e pior, a série também não fica na Slough House por muito tempo. O grupo é colocado em ação quase imediatamente quando um plano suspeito de sequestro e uma série de ataques os colocam em perigo.

“Slow Horses” pode ter se beneficiado de uma temporada mais longa, com um início mais processual que estabeleceria melhor o marasmo da Slough House. Mas, saltando para o fundo do poço desde o início, o programa pelo menos garante que nunca seja chato.

Fonte: www.slashfilm.com

Deixe uma resposta