Ben (James Jagger, filho de Mick) e Tina (Camille Rowe) são YouTubers especializados em lugares assustadores. Nós os encontramos pela primeira vez enquanto navegam em terra firme, procurando por locais supostamente mal-assombrados. E então a dupla fica sabendo de um lugar novo: um sanatório submerso em um lago artificial na França. Parece bom demais para ser verdade. E é, porque uma vez que nosso par de exploradores de vídeo aparece no local que eles deveriam mergulhar, eles descobrem que é uma atração turística superlotada, arruinando assim seus planos de obter algumas boas imagens subaquáticas. Mas Ben, que claramente parece gostar mais da ideia do canal no YouTube do que Tina, não desistirá tão facilmente. Um local (Éric Savin) conta a eles sobre um local mais secreto com outro local artificialmente submerso que tem uma mansão submersa, intocada e não encontrada.

Agora, você ou eu podemos pensar duas vezes antes de seguir um completo estranho em um país estrangeiro até um local isolado. Mas Ben realmente quer aqueles sucessos do YouTube! E lá vão eles, amarrando seus equipamentos de mergulho e mergulhando nas profundezas tenebrosas. O material fora da água é bom, mas é quando nossos dois caçadores de fantasmas afundam abaixo da superfície que “The Deep House” realmente ganha vida. A imagem aqui – um carro afundado, um portão trancado pelo qual o casal passa nadando e a mansão em si – é banhada por uma luz azul-esverdeada nublada, criando uma atmosfera fria e úmida. As sombras inerentes da escuridão subaquática emprestam um toque instantâneo de ameaça, e quando o casal nada até uma janela aberta do sótão da mansão para entrar, ficamos imediatamente inquietos. E por um bom motivo.

Fonte: www.slashfilm.com

Deixe uma resposta