O capitalismo de estágio avançado e o complexo industrial da prisão são os pontos focais de Sheridan e do co-criador Hugh Dillon em “Mayor of Kingstown”, que se passa em Kingstown, Michigan. (América Central, pão e manteiga de Sheridan!) A série reúne Sheridan e Dillon com Jeremy Renner, que estrelou “Wind River”, e também apresenta uma série de rostos familiares aos fãs da obra de Sheridan (Aidan Gillen, James Jordan) e da TV de prestígio em geral (Kyle Chandler). E a história também tem uma ampla familiaridade: crime organizado, mulheres abusadas, homens justos agindo fora da lei, homens horríveis agindo dentro dela. Sheridan adora se transformar em um homem branco moralmente conflituoso que simplesmente não consegue parar de usar a violência como forma de resolver seus problemas, e isso é “prefeito de Kingstown”.

E, no entanto, mesmo para as pessoas que gostam de assistir os neo-cowboys de peito inchado, secretamente vulneráveis ​​e muitas vezes empunhando armas de Sheridan, “Mayor of Kingstown” é um relógio particularmente brutal. Laboratórios de metanfetamina explodidos e cadáveres queimados. Um ataque na prisão e um corpo sangrando de dezenas de feridas de faca. A agressão sexual e assassinato de uma mulher. Sheridan recorrentemente recorre a imagens sangrentas para apoiar suas ideias da América como um país em declínio, se não pela abnegação de seus heróis agonizantes e de princípios, e o “prefeito de Kingstown” amplia essa abordagem. Os três primeiros episódios fornecidos para revisão estabeleceram um tom extenuante, com a expectativa de mais por vir.

“Mayor of Kingstown” centra Renner como Mike McClusky, o irmão do meio de um trio que vive na claustrofóbica Kingstown: “Esta é uma cidade corporativa, e o negócio é o encarceramento”, explica Mike. A cidade possui sete prisões que abrigam 20.000 pessoas em um raio de 16 quilômetros, e quase todo mundo na cidade está conectado às prisões por trabalhar lá ou por conhecer pessoas que estão cumprindo pena lá. E nessa atmosfera de “sem esperança, sem futuro”, Mike explica, seu irmão mais velho, Mitch, é o prefeito não oficial da cidade. Kingstown tem um verdadeiro líder eleito, mas Mitch é o criminoso organizado mais conectado da cidade, com uma sala de espera cheia de pessoas querendo favores dos dois lados da lei.

Fonte: www.rogerebert.com

Deixe uma resposta