“Pivoting” começa com uma morte. O quarto membro de um grupo de amigos os deixou para sempre, enviando-os para a espiral de perguntas que muitas vezes vêm com o luto. Não há mais tempo a perder quando seu amigo morrer. As pessoas costumam se sentir inspiradas a finalmente riscar esses itens da lista de vida que vêm procrastinando há anos. Às vezes, essas decisões parecem estranhas para os outros e podem nem sempre ser as corretas, mas “Pivoting” funciona desde aqueles dias emocionantes, quando a morte de um ente querido pode fazer as pessoas pularem antes de olharem.

Por exemplo, Sarah (a charmosa Maggie Q) deixa sua vida para trás como uma médica de sucesso para mudar completamente sua carreira, indo da pressão dos pronto-socorros para o que ela acha que será uma vida mais simples e feliz como funcionária de um supermercado. Nada disso é remotamente verossímil, mas tenho esperança de que a escrita vá brincar com as expectativas de que existe um trabalho “fácil”. Claro, ser um médico que salva vidas tem um nível diferente de estresse, mas as pessoas em pé o dia todo em supermercados, especialmente durante a pandemia, não estão exatamente perdendo a vida. Acima de tudo, Maggie Q vende o arco inacreditável da melhor maneira que pode, especialmente em um segundo episódio, quando ela percebe que seus novos colegas de trabalho a odeiam.

Amy (Eliza Coupe) usa a tragédia para se comprometer mais plenamente com seu papel de mãe. De uma forma que é revigorante para a sitcom de televisão, Amy é o que poderia ser chamada de mãe reticente para seu filho de sete anos e sua filha de 18 meses. Todos nós queremos acreditar que apenas ter filhos estimula todos os tipos de instintos parentais, mas isso nem sempre é verdade. Seu pivô é estar mais presente para sua família, mesmo que ela os odeie.

Jodie (Ginnifer Goodwin) consegue o pivô mais tradicional ao perceber que está em um casamento sem amor e começa a flertar com seu treinador quente Matt (JT Neal). Mais uma vez, a escrita aqui é um pouco clichê e fina, forçando o sempre-jogo Goodwin a algumas cenas de flerte embaraçosas, mas ela faz o possível para vendê-las.

Fonte: www.rogerebert.com

Deixe uma resposta